Posts Tagged ‘redução’

Palestra sobre redução de impactos ambientais em escritórios e home offices

Redução de Impactos Ambientais em Escritórios e Home Offices

Fui convidado pelo programa sócio-ambiental SulaCap Verde, da Sulamérica Capitalização, a palestrar sobre sustentabilidade e redução de impactos ambientais em escritórios e home offices.

A palestra consiste em dois momentos  integrados. A primeira parte é uma breve definição sobre prédios e escritórios verdes, sustentabilidade, pegada ecológica, biocapacidade e a percepção da estação de trabalho como parte de um ecossistema maior.

Já na segunda parte apresento a assistente de marketing Glaucilene Viviane e acompanhamos a nossa valente funcionária em um dia de trabalho. Desde a saída de casa, passando pelas tarefas diárias, Glau serve de objeto de estudo para dicas práticas e simples sobre como podemos gastar menos, poupar mais, aumentar a eficiência no escritório e levar esse conhecimento para casa.

O encontro ocorreu hoje com aproximadamente 30 participantes e durante 1 hora, o público interagiu com perguntas e mostrou-se bastante curioso com os exemplos mostrados.

O planejamento da Valente – Laboratório de Ideais foi essencial para o SulaCap Verde, tendo sido a agência responsável pela implementação do programa de sustentabilidade através de ações, criação de conteúdo e multiplicando o conhecimento através da palestra.

Quem quiser saber mais ou assistir a palestra é só entrar em contato pelo email duda@valenteweb.com.br ou duda.itajahy@gmail.com

Anúncios

Curso ABTG: Redução de desperdícios na indústria gráfica

Curso ABTG: Redução de desperdícios na indústria gráfica

Recebi este email da ABTG há um tempão atrás mas como não estou com tempo e dinheiro para fazer, deixei de lado. Hoje vendo meus email vi que ele ocorreu ontem, dia 15.

Com foco em donos de gráficas, gerentes e supervisores de produção, profissionais de PCP, o curso podia incluir ainda os designers gráficos visto que são os primeiros passos na formulação dos projetos impressos. Como clientes primários, a redução de desperdícios e diminuição do impacto ambiental nas peças produzidas é um assunto de extrema importância a ser discutido e em âmbito nacional ainda há uma grande carência de estudos e informações específicas.

Não conheço quem tenha feito o curso que dura 1 dia mas o conteúdo programático pareceu ser bem interessante. Abordando temas como a redução em si, o pré-cálculo correto de materias-primas e a inserção do pensamento global nos processos produtivos, a formação é uma chance de aprofundar a discussão que sempre foi de extrema importãncia balizada pelo aspecto econômico e também ambiental.

Se alguém tiver participado e quiser contar como foi é só comentar.

Para mais informações sobre os cursos da ABTG.
Telefone: (11) 2797-6728 / Email: curso@abtg.org.br

Em tempo: Culpo o Carnaval por todos os atrasos, inclusive deste post. 🙂

Dicas práticas para designers – Parte I

Esta é a primeira parte de uma série de dicas práticas para os designers, com soluções para gastar menos e fazer impressos menos poluentes.

1- Aproveitamento do papel
Procure sempre utilizar o máximo da folha, seja ela AA ou BB. Facilita bastante usar uma tabela de corte ara prever tamanhos e finalizar certinho o trabalho sem desperdício.

Se você for uma pessoa organizada, faça seu planejamento prevendo todo material que será produzido.Você pode conseguir bons descontos rodando vários trabalhos com um bom apoveitamento do tamanho das folhas. Tente rodar todos jobs do mesmo projetos de uma vez. Será mais fácil o controle do padrão de cores na impressão e  os descontos com as gráficas aumentam.

E invente: se o trabalho do cliente for desperdiçar algum espaços aproveite para suas criações experimentais.

2 – Menor gramatura = menos custo
Como o papel é medido em gramas por metro quadrado diminuindo a gramataura dos impressos eles dimuem de peso e consequentemente de preço. Impressos menores como folders com dobras e lâminas – exemplo, 10 x 15 – tendem a ser mais rígidos decorrente da sua área, portanto uma folha de 180g/m pode ser facilmente substituída por outra de 115g/m.

3 – Menos acabamentos = mais reciclagem
Quanto mais laminações, vernizes, plastificações e outros acabamentos o impresso receber, mais difícil será a sua reciclagem. Apesar de dar um plus ao trabalho os acabamentos são responsáveis pela grande maioria de resíduos nao reciclaveis. Existem muitas soluções criativas que podem fazer o trabalho sobressair, aliado ao pensamento ecológico.

04 – Tintas vegetais = menos metais pesados
Pergunte se seus fornecedores trabalham com tintas vegetais. Mesmo a maioria da tintas offser tendo o controle de teor de metais pesados e baixo odor residual, ainda assim a aplicação de vernizes é bastante nociva ao meio ambiente. Em 2009, o orçamento de impressos usando tintas vegetais ficava por volta de 6% a mais que o mesmo utilizando com tintas comuns.

05 – Reduzir = menos desperdício e menos poluição = mais economia
Essa é para lembrar todos os dias. E-mails impressos, papéis que podem ser reaproveitados como rascunho, emissão da VIA CLIENTE em cartões de débito, copos de plástico do café, entre outros fazem parte de nossa lista de lixo. Seja consciente na utilização e reaproveitamento dos materiais.

Em breve a segunda parte das dicas.