Gráfica Burti, um modelo de sustentabilidade


Sempre tive a imagem da Burti como uma gráfica paulista de grande porte onde os preços seria inacessíveis para clientes pequenos e médios. Era um caso onde a fama dos seus trabalhos inviabilizava os baixos orçamentos. Fora a distância do Rio de Janeiro, onde resido.

Anos depois me encontrei de novo com a Burti, na minha busca por parceiros que tenham a questão sócio-ambiental como meta resolvi testar seus serviços e de acordo com eles não é diferencial, é obrigação.

Presente em todo o território nacional e internacional através de suas operações centrais em São Paulo e escritórios regionais no Rio de Janeiro, Porto Alegre e Los Angeles, a Burti é mais uma boa opção para a redução dos impactos ambientais trabalhos gráficos.

Continue lendo a lista de atributos da gráfica que podem fazer a diferença no resultado final do seu trabalho.

Certificada com o selo FSC (Forest Steward Council), que assegura o correto manejo florestal na produção do papel. Mensalmente são utilizadas 2.000t de papel voltadas para a atender à demanda do mercado publicitário e todo esse processo passa por processos de aproveitamento com a reciclagem de todos os resíduos.

– Para o manejo de resíduos gasosos, a empresa possui um lavador de gases interligado ao forno das rotativas. O equipamento lava os gases retirando os solventes de tintas, na saída do forno. O sistema tem 92% de eficiência, atendendo às normas da Cetesb. Os solventes são armazenados na forma líquida e transferidos para contêineres. Juntamente com outros resíduos, eles permanecem acondicionados temporariamente em local adequado. Posteriormente, são destinados a empresas de tratamento credenciadas em órgão ambiental.

– A planta industrial do parque gráfico foi desenvolvida para otimizar recursos, como por exemplo, a captação de água da chuva e de poços artesianos, que são utilizadas para a irrigação e no processo de produção; e ainda uma central de geração de energia própria, que possibilita economia de até 30% no consumo de fontes externas.

– A Burti é responsável pela manutenção de uma área de preservação ambiental localizada, ao lado do parque gráfico, em Itaquaquecetuba (SP). No total, são 150.000m2 de mata nativa, árvores frutíferas e espécies nativas de animais. Com o plantio de 15 mil árvores nativas da Mata Atlântica, a Burti participa do programa Florestas do Futuro, da Fundação SOS Mata Atlântica.

Mais informações sobre os serviços de tratamento de imagem e produção para seus trabalhos estão lá no site deles. Vale conferir.

Itaquaquecetuba
Estrada de Santa Isabel, 7235
Corredor – Itaquaquecetuba – SP
CEP : 08577-010
Tel.:+55 11 4646-2000

BurtiHD
Av. Mofarrej, 974
Vila Leopoldina – SP
CEP : 05311-000
Tel.: +55 11 3643-5553 (Estúdios Fotográficos)
Tel.: +55 11 2076-9000 (Premedia)

Rio de Janeiro
Rua da Glória, 306 – 13 andar
Glória – RJ
CEP : 20241-180
Tel.:+55 21 2156-7400

Porto Alegre
Rua Luciana de Abreu, 337 – sala 502
Moinhos de Vento – RS
CEP : 90570-060
Tel.: +55 51 3264-6326

burti@burti.com.br

Anúncios

6 responses to this post.

  1. Posted by Roberta Nunes on 17/03/2010 at 02:51

    Valeu Itajahy,

    Bom saber que há uma gráfica que é uma boa opção ( leia-se obrigação) para o design gráfico consciente – Vi me ajudar muito no meu projeto final 🙂

    Responder

  2. Em resposta ao email que enviei perguntado se a Burti dava apoio instruindo os designers quanto ao aproveitamento de papel, uso de tintas e etc, segue a resposta dele.

    “Caro Duda Itajahy,

    Em resposta a sua solicitação de informações complementares da Burti, escrevo para lhe passar a seguinte resposta:

    Existe sim um suporte da Burti para os clientes no momento em que o trabalho chega ao atendimento da empresa. Isso já transcorre como uma prática normal e visa, por exemplo, reduzir o desperdício de aparas, que são as sobras de papel. Isso pode ser conseguido por meio de uma indicação de um melhor formato em relação ao papel que será utilizado. Consequentemente, o impacto ambiental acaba sendo reduzido. O mesmo vale para as tintas e vernizes utilizados.

    Com relação à questão do Ecodesign, é um ponto não utilizado na execução dos trabalhos até o momento.

    Caso tenha qualquer outra dúvida, por favor, não hesite em manter contato.”

    Responder

    • Gostaria de saber a respeito de orçamento.

      Responder

      • Tainá:

        Tudo bom? Gostaria de saber orçamento sobre o que especificamente? Caso esteja interessada em projetos ou consultoria na área ambiental pode entrar em contato pelo meu email pessoal.

        Se estiver procurando orçamentos para impressão, você pode entrar em contato diretamente com a gráfica

        Abs.

        Duda Itajahy

    • O “atendimento” deve sempre ser feito pela gráfica já no orçamento, pois infelizmente na grande maioria das vezes, o vendedor não é um profissional gráfico.
      As gráficas ainda não entendem que a “venda” dos seus produtos é muito mais que simplesmente pegar a estrutura do material e orçar.
      É obrigação do orçamentista/vendedor informar ao cliente as variaveis e possiveis alterações pertinentes ao trabalho, colocando sempre para o cliente a melhor solução de custo e qualidade de impressão.
      Quem sabe um dia chegamos lá.

      Responder

  3. Posted by edinaldo-delima@hotmail.com on 12/12/2012 at 01:59

    sobre a gráfica só elogios parabéns

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: