Papel reciclado x papel certificado


Há tempos  a moda de usar papel reciclado nos departamentos das empresas pegou mesmo. Fora os folhetos de bancos, contas de luz, cartas do banco e qualquer impresso que quer parecer mais verde. Até textura de papel reciclado impressa em papel couché virou moda!

O que muita gente não sabe é que a posição conseguida pelo reciclado está mudando. Foram anos para as pessoas perderem o preconceito contra aquele papel “sujinho”, que não imprimia bem e não oferecia uma boa fidelidade de cores nas imagens: “Fica tudo morto, meio lavado!”, “Meu folder vai ficar com cara de sujo???”, “Parece papel de pão!”. De uma hora para a outra todo mundo quis virar “ecologicamente correto” e estampar sua cara de um jeito, digamos, mais natural.

paper.fscCom a certificação atestada em selos como o FSC, que indica que a matéria-prima provem de áreas manejadas sustentavelmente, e o Carbon Footprint – que informa ao consumidor o total de carbono que o produto emite na atmosfera, o papel branco consegui reduzir o impacto ambiental e a emissão de carbono na sua produção. O que antes era desmatamento predatório agora virou desenvolvimeto sustentável.

Mas nem tudo é tão simples quanto parece. De acordo com  José Maria Gusman Ferraz, pesquisador da Embrapa Meio Ambiente, apesar de o papel certificado ter vantagens enormes sobre o papel branco comum, a reciclagem é ainda mais ecológica. “O papel reciclado não necessita de uma nova derrubada de árvores, portanto ele tem vantagens sobre o papel branco de origem certificada, por melhor que sejam as práticas em seu plantio e processamento”, diz.

A mudança é decorrente da redução de custos por parte dos grandes consumidores de papel e também da melhora dos padrões ambientais da indústria papeleira, por exigência de clientes internacionais. “O papel branco de origem certificada é equivalente ao papel reciclado, em termos de impacto ambiental, pois ambos têm origem em florestas plantadas”, afirma Elizabeth de Carvalhaes, diretora da Bracelpa, entidade que reúne fabricantes de celulose e papel.

“Desde janeiro, a demanda por papéis para imprimir e escrever caiu 25%. A demanda pelo reciclado teve queda semelhante”, diz Elizabeth. O mercado nacional de papéis para imprimir e escrever é de 1,2 milhão de toneladas/ano, das quais 10% são papel reciclado.

Costumamos considerar o papel reciclado como a melhor alternativa para diminuir o impacto ambiental, mas com a disseminação do papel proveniente de áreas manejadas sustentavelmente – o famoso selo FSC – o papel branco certificado tem conseguido equiparar o impacto ambiental através do manejamento sustentável da matéria prima e chegamos a um ponto onde está praticamente igual. De acordo com o Elizabeth de Carvalhaes, diretora da Bracelpa, “O papel branco de origem certificada é equivalente ao papel reciclado, em termos de impacto ambiental, pois ambos têm origem em florestas plantadas”.

Vale lembrar que mesmo poupando um grande número de árvores,a reciclagem também é uma atividade industrial que consome energia e polui, portanto a melhor maneira de diminuirmos o impacto ambiental é criarmos uma consciência ambiental de redução do uso de papeis.

Mais informações
FunVerde – Papel Reciclado x Papel Certificado

Fontes: O Estado de S. Paulo e Revista Globo Rural.

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by mai silva on 18/05/2009 at 13:58

    tô achando ótimo esse blog!
    estamos aprendendo várias coisas verdes!
    vamos tentar colocar mais coisas assim em prática!
    parabéns! beijos

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: