Sites mais verdes?


O que seria tornar seu site mais verde? Continuando o último post decidi verificar modos viáveis para diminuir o impacto causado pela internet e percebi que ainda é muito difícil achar servidores que hospedem sites usando fontes alternativas de energia ou de baixo impacto ambiental. No Brasil a dificuldade só aumenta, mas como a internet é um “fenômeno” global, a saída foi procurar hosts em outros países, sem esquecer de exigirmos de nossos servidores locais medidas sócio-ambientais.

Servidores Brasileiros

O primeiro passo foi usar meus créditos de carbono em buscas pelo Google e a partir dos 10 primeiros resultados com o termo “hospedagem de site”, contactei as respectivas empresas pedindo informações sobre onde e como poderia hospedar meus sites.

A única que tem um link sobre Responsabilidade sócio-ambiental em sua página é a Locaweb. Eles apóiam projetos sociais e em seu data center verde o sistema de ar, energia e no-breaks obedecem parâmetros que respeitam o ecossistema. Apesar da preocupação e do “investimento de 10 milhões” eles não informam citam o uso fontes alternativas de energia.

Em resposta ao email enviado para o servidor Hostotal, fui informado que “atualmente o servidor esta funcionando com 80% de fontes alternativas como celulas de energia solar e baterias”, estando este alocado na empresa americana The Planet

As outras empresas não retornaram o email ou não utilizam fontes alternativas de energia.

Estrangeiros

Algumas empresas estrangeiras levam esse assunto mais a sério mas não foi muita surpresa encontrar dificuldade na busca. Algumas tratam o assunto de uma maneira diferente, utilizando fontes renováveis de energia, fazendo o plantio de árvores e até mesmo comprando e repassando energia limpa. Abaixo alguns comentários sobre o que encontrei

Co2Stats
A proposta da C02Stats é fazer com que seu site se torne neutro nas emissões de carbono. Eles oferecem o serviço de calcular o consumo total de energia do seu site, otimizá-lo para ser mais eficiente energéticamente (seria a partir do uso correto de tags e de um SEO bem feito?) e compras auditadas de energia renováveis eólicas e solares para neutralizar os créditos de carbono de acordo com o montante gasto pelo seu site.

Na verdade o site não explica muito bem como se dá todo o processo e se vale mais de depoimentos e press relese. Também não obtive retorno pelo email. Um ponto importante é que o serviço pode ser utilizado qualquer site hospedado em qualquer servidor.

The Planet
A The Planet é um host americano baseado em Dallas e Houston que diz utilizar 80% da sua energia proveniente de fontes solares. Até o momento não recebemos informações diretas da empresa a partir do email enviado sobre a afimação conseguida através do Hostotal.

Ben´s Hosting
A Ben´s Hosting foi uma primeira empresa que encontrei que trata da emissão zero de carbono. Eles passaram a ter esta precoupação a partir da emissão de Co2 com o o excesso de emails de spam e então decidiram se dedicar totalmente a zerar sua carbon footprint. Em seu site há um link chamado Zero Carbon que explica o processo que visa a construção de um data center totalmente alimentado por energia solar e a parceria com o projeto Rainforest Rescue no preservação de matas e plantio de árvores.

Centrinet
A empresa Centrinet fornece um grande leque de serviços em TI e na parte de hospedagem de sites eles tem uma parceria com a Ecotricity, que é uma fornecedora de energia que trabalha de um jeito diferente: eles investem em geração de energia limpa a partir da instalação de moinhos de energia eólica. Na Centrinet 100% da energia que supre seu data center Smartbunker vem do vento. sendo este o primeiro e único data center no Reino Unido com emissão zero de carbono.

A construção de centro de dados verdes é uma medida utilizada lá fora que pode ser bastante útil. No link constam 10 passos para a construção dos chamados “green” data centers. E outro link bem interessantes sobre computação verde.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Dois links do Green Tech com notícias sobre o Google e seus problemas com a emissão de carbono.

    Do Google’s carbon offsets add up to much? – http://news.cnet.com/8301-11128_3-10235936-54.html?tag=mncol;title

    Grading Google’s carbon neutral claims – http://news.cnet.com/8301-11128_3-10235503-54.html?tag=mncol;title

    Responder

  2. Gosto de amadurecer este assunto, fiz uma apresentação sobre os impactos do Google e o Blackle:
    http://www.vamoss.com.br/publico/blackleXgoogle.html

    Parabens pelo seu blog, achei no site http://www.cacodesign.com.br

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: